Usando suas competências para alavancar seu consultório

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×

No Artigo que inscrevi no Blog de Marketing (Como melhorar o desempenho de meu consultório de odontologia?) comecei a discutir medidas para alavancar seu consultório de odontologia.

Em Odontologia, por mais que atualmente tenhamos grandes empresas que vem crescendo de forma exponencial no segmento, continua sendo um negócio que requer muito contato humano. A escolha de um dentista ainda é algo que tem muito a ver com empatia, por isso é importante em um processo de análise geral do negócio  começar a analisando o perfil do próprio dono do negócio.

Gostaria de falar hoje sobre competências, pois no fim das contas são elas que vão impulsionar o consultório de odontologia e no caso da falta de alguma(s) dela(s) levar seu negócio para o fundo do poço.

Mas afinal o que é competência?

Podemos dizer que  é a integração e a coordenação de um conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes  que quando utilizados em sua plenitude produzem uma atuação diferenciada e permitem um desempenho superior.

Vamos “destrinchar” um pouco esse conceito?

1. Conhecimento

Conhecimento refere-se a saber fazer. O conhecimento envolve uma série de informações adquiridas ao longo de um determinado tempo. Você pode por exemplo adquirir conhecimento para  tocar um instrumento ou escrever um texto, ou seja você adquiriu conhecimento sobre as notas musicais e no segundo caso a escrever. Trazendo para o campo da odontologia, na faculdade aprendemos diversas teorias sobre materiais dentários, anatomia, etc que vão embasar nosso conhecimento sobre os procedimentos que iremos praticar. Mas o conhecimento não lhe lhe confere a possibilidade do saber como fazer, isso vem da habilidade.

2. Habilidade

habilidade refere-se a saber como fazer. Aqui você ja está partindo para a prática. Você está utilizando seu conhecimento para realizar algo na prática, mas lembre-se para fazer você primeiro teve que obter conhecimento. Por exemplo em odontologia, você tem aulas teóricas sobre como fazer uma classe I (bem pequenininha!) e depois vai no manequim e treina (e muito), para somente depois de muito treino você estar habilitado a por esse conhecimento em prática na boca de um ser humano, também conhecido como paciente!

3. Atitude

Atitude refere-se a querer fazer. Você pode por exemplo ter conhecimento embassado sobre algum assunto, saber como fazer deteminada coisa com a utilização deste conhecimento, mas se você não tiver atitude para realizar de nada vai adiantar.

Então utilizando as premissas acima, chegamos a conclusão que não conseguimos falar em competências se faltar um destes três elementos, certo? Ou seja, não adianta querer fazer e saber fazer se você não sabe exatamente o que fazer. Também não adianta querer e saber o que fazer se você não sabe como e logicamente saber fazer e como fazer de nada adiantará se você não quiser fazer.

Quer uma boa noticia? Tanto conhecimento, como habilidade e atitude podem ser adquiridos. A aquisição das competências é um processo que se desenvolve em quatro estágios.. quer saber quais são? Falarei sobre eles no próximo artigo, aguarde..

Clique aqui e Conheça nosso Programa de Coaching especialmente desenvolvido para dentistas e saiba como melhorar o seu desempenho e o rendimento de seu consultório de odontologia.

 

Forte abraço,

Marcos Rocha

About The Author

Marcos Rocha

Dentista, Mestre em Odontologia pela USP, Administrador de empresas e Coach e desenvolveu o primeiro programa de Coaching no Brasil destinado exclusivamente a dentistas.

Comente pelo FACEBOOK

Deixe um Comentário

* Indicar Campos Obrigatórios

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Google+ 0 Email -- Filament.io 0 Flares ×